Histórico do Conselho Regional de Química 2ª Região - Minas Gerais

Em 18 de junho de 1956, o então presidente Juscelino Kubitschek sancionou a Lei nº 2800, que criou o Conselho Federal e Regionais de Química, regulamentou o exercício da profissão de químico no Brasil, uma antiga aspiração da Classe dos Químicos.

Na qualidade de delegado especial do CFQ, o saudoso professor Lourenço Menicucci Sobrinho presidiu a reunião realizada em 30 de julho de 1957, na Biblioteca do Instituto de Tecnologia Industrial, que, secretariada pelo conselheiro Antônio Celso Spinola Costa, escolheu a primeira diretoria do CRQ 2ª Região/MG. Na ocasião, o professor Milton Vieira Campos foi indicado para exercer a função de primeiro presidente do Conselho.

Os primórdios do CRQ 2ª Região/MG coincidiram com um período muito rico da história brasileira, quando o país vivenciou um grande desenvolvimento tecnológico que, por extensão, acabou por influir também na atividade química, com o crescimento do mercado industrial e profissional.

O desenvolvimento tecnológico verificado nessa época, contribuiu na formação de quadros técnicos para suprir as demandas do mercado. Em decorrência disso, o CRQ 2ª Região/MG teve de se estruturar e se consolidar de modo a cumprir seu papel na defesa da sociedade e do profissional da Química, exercendo influência em diferentes fóruns, inclusive na esfera do Legislativo.

Ao longo de sua história, o CRQ 2ª Região/MG, em diferentes ocasiões, teve sob sua jurisdição outros estados, além de Minas Gerais, como a Bahia, Sergipe, Goiás e o Distrito Federal. Hoje, atuando em Minas Gerais, o CRQ 2ª Região/MG tem sua base em Belo Horizonte e conta atualmente com doze delegacias regionais, fiscalizando as atividades da química em 10 mil empreendimentos e contribuindo para o pleno exercício profissional de mais de 20 mil profissionais da Química.